quarta-feira, 20 de outubro de 2010


Toda estrada leva

A algum lugar

Mesmo que não seja

Aonde se quer ir

É preciso escolher

É preciso decidir

Ver a direção

E, então, partir
Viajar

Alegria a cada dia

Viajar

Ter a paz por companhia

Viajar

Ter socorro sempre perto

Só Cristo é o rumo certo
Viajar

Descobrir o que é a vida

Viajar

Segurança em toda via

Viajar

Nunca mais estar sozinho

Só Cristo é o caminho

Um comentário:

  1. Que bom que você gostou do meu poema Mude!
    Porém, ao contrário do que você diz, não é de Clarice Lispector.
    Assim como você, muita gente supõe erradamente que esse poema é de Clarice. Mas não é.
    No meu blog publico todas as "provas" de que sou o autor:
    1. Registro do poema Mude na Biblioteca Nacional em agosto de 2003.
    2. Livro Mude, editado pela Pandabooks, com prefácio de Antonio Abujamra.
    3. CD Filtro Solar, Pedro Bial, onde na faixa 4 o Mude foi publicado (contrato que fiz com a Sony Music)
    4. Há milhares de publicações com a citação de autoria correta, em meu nome.
    5. O chato é que o filho de Clarice Lispector VENDEU meu poema como se fosse da mamãe dele... rs! (Mas já ganhei estrondosa ação judicial por danos morais: veja www.desafiat.blogspot.com )

    Enfim, o que o escritor mais gosta é disso mesmo: ver sua obra reconhecida -- mesmo que com autoria "transferida" para Clarice Lispector...

    Espero que, mesmo agora sabendo que não é de Clarice, você mantenha o texto em seu blog. E, se puder, corrija a autoria.

    Mude,
    Mas comece devagar,
    Porque a direção é mais importante que a velocidade.


    Abraços,

    ResponderExcluir